NEWS

VEJA AS NOVIDADES E O QUE A IMPRENSA FALA SOBRE NÓS!

Dia Mundial da Água – Qual a relação entre o Eco Control System e a luta contra o Covid-19?

Um pouco de história
No dia 21 de fevereiro de 1993, através da resolução
A/RES/47/193 da Assembleia Geral da Organização das Nações
Unidas, foi instituído que no dia 22 de março de todos os anos
vindouros seria comemorado o Dia Mundial da Água. Essa declaração,
de caráter a princípio simbólico, visou a ampliação da discussão sobre
o tema. Afinal, é do conhecimento de todos que a água potável,
essencial para nosso consumo e mais que isso, para nossa
sobrevivência, é finita.
A consciência da importância internacional da água foi
gradualmente inserida nas agendas da ONU e o acesso à água e ao
saneamento foi reconhecido como um direito humano em 2010 a
partir de resolução aprovada pela Assembleia Geral, garantindo
assim, medidas protetivas para este tesouro que ainda temos em
mãos. Mas, mesmo com esta revolução teórica, na prática mais de 2
bilhões de pessoas continuam vivendo sem água potável em suas
moradias.
Desta forma, o dia 22 de março marca a lembrança e o alerta
que a falta de água potável e de saneamento básico podem gerar,
como condições impróprias de higiene e a morte de milhares de
pessoas todos os dias por doenças sanitárias, como a diarreia que tira
a vida de mais de 800 crianças todos os dias, de acordo com dados
da Unicef.

Um novo problema surge
Há alguns anos, somado a tantos outros problemas
relacionados à saúde, saneamento básico e higiene, o mundo se
deparou com o COVID-19, uma doença causada pelo coronavírus,
denominado SARS-CoV-2, que apresenta um espectro clínico
variando de infecções assintomáticas a quadros graves.
Mas o que isso tem a ver com a questão mundial da água?
Muito mais do que podemos imaginar! Afinal, uma das principais
atitudes a serem tomadas no combate ao coronavírus, quanto a
qualquer outro vírus, é higiene correta, tanto pessoal quanto coletiva.
E para isso, como acima mencionado, um fator é essencial: a água. E
não é qualquer água, mas sim, a água potável.
A água potável é e sempre foi imprescindível para a vida,
ganhando ainda mais destaque com a pandemia, uma vez que para
se evitar a propagação do vírus é importante lavar bem as mãos com
água e sabão. Mas você já parou pra pensar que nem todos têm o
privilégio de ter água encanada em suas casas?
No ano de 2018, de acordo com o Sistema Nacional de
Informações sobre Saneamento (SNIS), cerca de 35 milhões de
brasileiros não tinham acesso à água potável. Os dados do Plano
Nacional de Saneamento Básico (Plansab) são ainda mais
alarmantes: 81 milhões de brasileiros têm um atendimento precário
de abastecimento de água e mais de 5 milhões não têm qualquer
atendimento de água potável.
Então fica o questionamento, para além da teoria, existe algo
que possamos fazer enquanto indivíduos, dentro de nossas casas e
no nosso dia a dia para mostrarmos que nos importamos com a causa
e defesa da água. Será que podemos dar um presente para o mundo
no Dia Mundial da Água?

Novos horizontes existem: Eco Control System 
O Conselho Mundial da Água (WWC na sigla em inglês) ao lado
do Comitê Organizador local do 9º Fórum Mundial da Água – Dakar,
Senegal, anunciou na manhã do dia 03, o adiamento de março de
2021 para março de 2022 do principal evento sobre água no mundo.
A decisão foi tomada após reunião na última segunda-feira, dia 02 de
novembro, entre o presidente do WWC, Loïc Fauchon, e o presidente
da República do Senegal, Macky Sall, que discutiram além do
adiamento do evento sobre a sua preparação e organização.
O adiamento foi decidido em razão da evolução global da
pandemia de Covid-19, que atrasou o processo preparatório do
Fórum e obrigou as organizações a reagendarem eventos
introdutórios, além de garantir melhores condições sanitárias para a
participação dos stakeholders.
O próximo Fórum, que terá como tema “Segurança Hídrica para
a Paz e o Desenvolvimento”, será o primeiro a ocorrer na África
subsaariana. Porém, mesmo com o evento adiado, devemos
reconhecer a importância desta data, o que ela simboliza e entender
que o próximo tema traz à tona um problema real: a importância que
os recursos hídricos têm para o consumo, desperdício e consciência
da água no nosso dia a dia.
Com base nesta problemática, e entendendo que a correta
consciência quanto ao uso de água e a interrupção de seu
desperdício, algumas medidas vêm sendo tomadas e implementadas
por empresas que se preocupam com ações ecológicas e de
preservação do meio ambiente. Dentre essas ações, o Eco Control
System responde a questão feita acima. Com um pequeno
investimento é possível presentearmos o mundo no Dia Mundial Da
Água no nosso dia a dia com a adequação do sistema hidráulico de
nossos banheiros evitando o desperdício de água durante o tempo
que aguardamos para o aquecimento da água na hora de tomar um
banho.
Em suma, na sua ordem técnica, esse sistema revolucionário
funciona em aquecedores de passagem ou boyler a gás, solar ou
elétrico e a instalação principal consiste em substituir o
monocomando ou misturador do chuveiro por uma válvula de quatro
vias ECS, que cumpre o papel de misturador e desviador. O sistema
foi pensado para obras novas ou em execução, o que torna sua
instalação muito simples em conjunto com os serviços hidráulicos da
própria obra.

Conclusão
As novas problemáticas de ordem sanitária levantadas pelo Covid-19,
não são tão novas assim. Mas a consciência de preservação da água
potável e os modos de fazer isso, apresentados em sistemas como o
Eco Control System, vem se modelando e revolucionando nossa
relação com a água e com o nosso planeta.
Mas ainda é preciso observar que a atitude de fazer parte desta
revolução ecológica é algo sobretudo particular. É em nossas casas,
na nossa intimidade e no nosso dia a dia que vamos mostrar pro
mundo que o Dia Mundial da Água pode ser apenas um, mas nossa
preocupação para este bem vital e tão precioso é algo cotidiano e
essencial nas nossas vidas.
Cabe salientar, que o interesse e pesquisa de tudo o que versa sobre
a água potável deve estar em pauta nas companhias de água de todo
o nosso Brasil. Água potável para todos e todas é uma
responsabilidade governamental e privada. Abraçar e apoiar ideias
como o sistema Eco Control System, pode sim ser um passo a
caminho de uma conscientização urgente a respeito do uso racional
da água.
Sobretudo em um momento de pandemia, reduzir custos financeiros
ligados ao desperdício de água precisa estar em ênfase. Todos
ganham, a população, as companhias e o planeta Terra. E que neste
dia 22 de março, Dia Mundial da Água, tenhamos o olhar de uma
criança ao ver a água e entender que ela não é um produto, ela é um
bem, e precisa ser cuidada.

Referências bibliográficas 
Água no combate ao Coronavírus. Disponível em:
https://www.aguasustentavel.org.br/blog/96-agua-no-combate-ao-
coronavirus. Acesso em: 21 de março de 2021.
9º Fórum Mundial da Água – Dakar, Senegal 2021 é adiado por
um ano devido à pandemia de Covid-19. Disponível em:
https://agua.org.br/noticias/9o-forum-mundial-da-agua-dakar-

senegal-2021-e-adiado-por-um-ano-devido-a-pandemia-de-covid-
19/. Acesso em: 21 de março de 2021.

Déficit hídrico na Grande Florianópolis chega a 8% após chuva

Casan faz monitoramento automatizado da distribuição para equilibrar abastecimento.

Depois da chuva do último domingo (18), a crise de abastecimento na Grande Florianópolis se amenizou, de acordo com a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan). Ainda assim, nesta terça-feira (20), o déficit hídrico é de 8% na região, que representa cerca de 300 litros por segundo a menos que o habitual. De forma automatizada, a Companhia monitora 223 pontos na região, para acompanhar as condições de pressão, vazão, distribuição e operacionalizar o abastecimento.

Monitoramento

Na semana passada, no auge da estiagem, o déficit hídrico na Grande Florianópolis foi de 450 litros por segundo a menos que o normal. Em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira, a Casan informou que o Rio Pilões é o mais impactado pela estiagem na Grande Florianópolis, mas a situação é contornada porque o Rio Cubatão não foi afetado.

— A chuva do fim de semana deu uma sobrevida no sistema, mas isso aí é uma coisa passageira. Hoje, a gente conseguiu até recuperar bem o sistema, mas a gente está com uma baixa ainda na vazão de Pilões em torno de 15%. No geral, somando Pilões e Cubatão, a gente está ainda em torno de 8% a menos no volume de produção – explicou o superintendente da Casan na Grande Florianópolis Joel Horstmann.

Manutenção

Segundo a Casan, depois da última chuva, a falta de água por mais de 24 horas, em geral, decorre de problemas pontuais, como equipamentos quebrados ou obstruções que exigem manutenção.

— Hoje (terça-feira), a gente não tem intermitência no sistema, pode ser uma situação pontual, um equipamento que quebrou, um conjunto de bombas com obstrução na rede, pode ter rompimento de rede. Então, hoje, a gente está procurando direcionar equipes para esses problemas localizados para corrigir o mais rápido possível – detalhou.

Reservatórios

Atualmente, a Grande Florianópolis dispõe de 42 reservatórios, que representam 70 mil metros quadrados de água. Eles armazenam a água durante a noite, mas com o aumento do consumo ao longo do dia o nível de água cai.

— Temos para a região metropolitana em torno de 70 mil metros cúbicos, que é um número considerável. A gente ampliou este ano um (reservatório) em São José, mil metros cúbicos. Estamos agora para inaugurar um no Monte Cristo, que vai atender uma parte continental de Florianópolis e uma parte de São José, os bairros Campinas e Kobrasol, de mais 8 mil metros cúbicos. Vai ter outro no ano que vem, na Forquilhinha de 5 mil metros cúbicos – explicou.

Fonte: ncstotal.com.br

Defesa Civil emite alerta e pede para que pessoas economizem água devido à estiagem em SC

Segundo a entidade, ajuda da população pode amenizar os efeitos da falta de água

A Defesa Civil de Santa Catarina emitiu nesta quinta-feira (22) um alerta pedindo para que as pessoas economizem água. Segundo a entidade, a falta de chuvas causa problemas em vários rios que abastecem todas as regiões do Estado. Em algumas cidades, já há relatos de desabastecimento.

Segundo a Defesa Civil, os rios das regiões Extremo Oeste, Oeste e Grande Florianópolis seguem em estado crítico. Nos rios do Planalto Norte, a situação é de alerta. Já as bacias do Meio Oeste, Planalto Sul, Vale do Itjaí e Litoral Sul demandam atenção.

O alerta afirma que as pessoas não precisam deixar de usar a água, mas devem evitar ao máximo o desperdício. Entre as ações está a redução no tempo do banho e a limpeza de calçadas com o uso de mangueiras.

De acordo com a Epagri/Ciram, a falta de chuvas tem sido observada desde o dia 29 de julho. De lá para cá, foram poucos os dias em que houve chuvas e, quando elas aconteceram, acabaram sendo de forma irregular, com mais intensidade em alguns locais do que em outros.

Para evitar mais problemas, a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), anunciou que irá instalar três novas bombas no Rio Cubatão, em Palhoça, responsável pela maior parte da captação de água que abastece a Grande Florianópolis. Segundo a empresa, essa medida pode amenizar eventuais riscos de falta de água, enquanto a chuva não cai.

Veja abaixo mais dicas

—> Evite banhos demorados

—> Não use o vaso sanitário como lixeira

—> Mantenha a torneira fechada ao fazer a barba e ao escovar os dentes

—> Antes de lavar os pratos e panelas, limpe bem os restos de comida e jogue-os no lixo

—> Deixe a louça de molho na pia com água e detergente por uns minutos e ensaboe. Repita o processo e enxágüe

—> Adote o hábito de usar a vassoura e não a mangueira, para limpar a calçada e o quintal de sua casa

—> Não lave o carro durante a estiagem. Caso faça, use balde e pano para lavar o carro em vez de mangueira

—> Use regador para molhar as plantas em vez de utilizar mangueira

—> Utilize a máquina de lavar somente quando estiver na capacidade total

—> No tanque, feche a torneira enquanto ensaboa e esfrega a roupa

—> Mantenha a válvula de descarga regulada, e conserte imediatamente vazamentos.

Fonte: ncstotal.com.br

SUSTENTABILIDADE - CONTATO

CONTATO

FICOU INTERESSADO? FALE COM A GENTE.

  • Rua Pereira Neto, 253 Bairro Centro CEP. 88303-120 Itajaí - SC Fone: (47) 99655.2324
VOLTAR AO TOPO