AÇÃO DIRETA E PILOTADA

MANUTEÇÃO V.R.P.

A manutenção deste sistema compreende um conjunto de atividades necessárias para garantir o controle do desempenho no nível pré-estabelecido e um programa contínuo de ações capazes de evitar e/ou corrigir deficiências, e desta forma, assegurar o seu perfeito funcionamento. No entanto, ao ser adotada uma rotina sistemática de manutenção preventiva o sistema de V.R.P. manterá os mesmos níveis de desempenho, para o qual foi projetado, por um período muito maior, e ainda, contribuirá para a redução dos desperdícios de água.

MANUTENÇÃO PREVENTIVA
Objetiva reduzir a probabilidade de ocorrência de desempenho a um nível inferior ao pré-estabelecido nas fases de projeto e de construção do sistema e em conjunto com as válvulas redutoras de pressão. São providências que buscam prevenir e/ou evitar qualquer anormalidade no funcionamento do sistema.

MANUTENÇÃO CORRETIVA
Realizada com a finalidade de corrigir alguma anomalia, e ainda atingir um determinado desempenho, a forma de intervenção é específica para cada caso, em função do tipo de problema envolvido e dos remanejamentos necessários.

MANUTENÇÃO DE URGÊNCIA
É aquela conduzida nos casos de “acidentes’ e compreende os serviços realizados para a correção imediata dos danos por eles causados.

Benefícios DIRETOS com o perfeito funcionamento das V.R.P.s
Redução do desperdício de água potável provocadas pelo excesso de pressão nos pontos de consumos;
Vida útil das instalações hidráulicas e periféricos em acordo com a norma ABNT;
Evita o descalibramento hidráulico de válvulas de descarga e caixas acopladas;
Evita danificar filtros residenciais de água, máquinas de lavar louça e roupas;
Uso da água em condições normais e de conforto do banho ao usuário;
Evita o desgaste prematuro de peças e componentes hidráulicos;
Evita o rompimento de conexões em PVC e engates de flexível;
Condução da água nas tubulações sem ruídos e vibrações;


PERGUNTAS E RESPOSTAS:

SAIBA TUDO SOBRE AS VÁLVULAS REDUTORAS DE PRESSÃO PREDIAL

1º) O que são as válvulas redutoras de pressão e para que servem?
São válvulas hidráulicas para rede de água potável e servem para reduzir a pressão, muitas vezes elevadas e variáveis na entrada do sistema, para uma pressão reduzida e constante na saída, independentemente das variações da taxa de vazão e pressão do sistema.

2º) Existe uma norma específica para o uso das VÁLVULAS REDUTORAS DE PRESSÃO?
ABNT (associação brasileira de normas técnicas), no seu item 5.3.5.3 NBR 5626 de 1982, estabelece que, em condições estáticas (sem escoamento), a pressão da água fria ou quente em qualquer ponto de utilização da rede predial de distribuição, não deve ser superior a 400 kpa ou 40 metros de coluna de água, sendo assim, qualquer edificação com mais de 14 pavimentos com o pé direito de 2,80, teria a necessidade de se instalar no seu sistema hidráulico, as válvulas redutoras de pressão.

3º) O que é GOLPE de ARIETE?
Fenômeno em hidráulica que ocorre quando a água, ao descer com velocidade elevada pela tubulação, é bruscamente interrompida, ficando os equipamentos da instalação sujeitos a golpes de grande intensidade (elevação da pressão).

4º) Quais os problemas que podem surgir no sistema hidráulico de água potável, quando não for instalada a referida válvula redutora de pressão?
São inúmeros os problemas, os mais comuns são as constantes rupturas de conexões e engates dos lavatórios em material PVC, mas também você pode observar panes frequentes em aquecedores, filtros, máquinas de lavar roupas e de louça, constantes substituições de reparos em torneiras, registros e principalmente válvulas de descarga, além do desconforto no banho e por consequência um aumento considerável no consumo de água.

5º) Existe alguma forma de se perceber num primeiro momento, os problemas com a alta pressão da água, para aqueles condomínios que não possuem válvulas redutoras?
Com certeza, os sintomas mais comuns são os constantes rompimentos de conexões e engates flexíveis dos lavatórios em material PVC, associados ao elevado consumo de água, quanto aos rompimentos eles acontecem (mas não é uma regra) principalmente nos andares mais baixos da edificação como por exemplo, andares térreos, e do 1º ao 5º andar tipo, dependendo diretamente da altura manométrica do piso térreo ao reservatório superior ou caixa d” água.

6º) Existe alguma forma eficaz de se apurar num condomínio vertical o real problema de alta pressão da água?
Oque se pode fazer é contratar os serviços oferecidos por nossa empresa e realizar uma medição hidrostática do sistema de água potável, esta medição consiste em medir as pressões estáticas nos pontos críticos das várias colunas de abastecimentos da edificação, pressões estas, que em nenhum momento devem superar os 4 kgf/cm2.

7º) Que tipo de vantagens às válvulas redutoras podem trazer PARA O CONDOMÍNIO?
Poderíamos enumerar as muitas vantagens, mas com certeza, o maior benefício seria o não rompimento de conexões diversas em material PVC em áreas privadas e consequentemente evitar as altas despesas com suas constantes restaurações, pois os rompimentos acontecem nos lugares e momentos mais inesperados, trazendo muitos transtornos aos moradores, outro benefício relevante está no conforto para o usuário e no consumo de água, evitando assim desperdício deste líquido tão precioso.

8º) Que tipo de adequações os condomínios precisam fazer para solucionar tal problema?
Em Primeiro Lugar contratar uma empresa especializada ou profissional da área, que deverá analisar cuidadosamente o sistema hidráulico da edificação, fundamentalmente existe inúmera possibilidades de se resolver este problema, bastando para tal estudar caso a caso.

9º) O investimento para recuperação do sistema é alto?
O investimento está diretamente relacionado a um bom projeto hidráulico, que deverá ser cuidadosamente estudado, viabilizando assim a obra como um todo.

10º) Algum cuidado especial que o condomínio tenha que ter com relação à solução deste problema?
Com certeza, uma infeliz escolha no dimensionamento e no sistema de abastecimento, o local para sua instalação e também na escolha das válvulas redutora de pressão, pois fundamentalmente a confiabilidade e o desempenho são as mais importantes características neste equipamento, caso contrário pode comprometer todo o sistema e não apresentar o resultado desejado, logo, os investimentos que normalmente não são pequenos terão que ser maiores para corrigir novamente o sistema.

11º) Quanto as manutenções das válvulas redutoras de pressão e demais equipamentos do conjunto, elas são realmente importantes?
Não somente importantes quanto necessárias, prevista em norma da ABNT, a adoção de rotinas periódicas de manutenção preventiva, sua frequência e custos devem ser considerados através da comparação com o custo da provável ruína do sistema, se não levadas a sério, incluindo qualquer desdobramento que a parada do sistema possa causar, o que implicará numa nova instalação para sua substituição ou manutenção de urgência, elevando consideravelmente seus custos operacionais. o perfeito funcionamento do sistema deve ser verificado periodicamente seguindo as recomendações da ABNT de uma vez ao ano para água fria e de seis em seis meses para a água quente.


SUSTENTABILIDADE - CONTATO

CONTATO

FICOU INTERESSADO? FALE COM A GENTE.

EQUIPE TÉCNICA

  • RUY MEDEIROS DIRETOR ADMINISTRATIVO RUY@ECOCONTROLSYSTEM.COM.BR 47 9.9655.2324
  • ENG. FABIO DE CASTRO GERENTE TÉCNICO FABIO@ECOCONTROLSYSTEM.COM.BR 47 9.9973.2503