NEWS

VEJA AS NOVIDADES E O QUE A IMPRENSA FALA SOBRE NÓS!

Água e o corpo humano

Poder contribuir para proteger e preservar a água no planeta terra, é ter a certeza da sobrevivência da vida para os que ainda virão, principalmente com a mesma qualidade e quantidade que felizmente ainda hoje somos agraciados pela mãe natureza, e que para muitos gestores públicos em todo o mundo não parece ter ficado claro esta condição intrínseca para sobrevivência da humanidade, de chegar água potável nas torneiras e saneamento básico, imprescindível para a boa saúde da população.

Beber água em boa quantidade ajuda a controlar a pressão sanguínea, protege o coração e contribui para um melhor funcionamento de todo nosso organismo, transportando e abastecendo a todos os órgãos vitais com os nutrientes necessários para a manutenção da boa saúde do corpo humano.

Nosso corpo basicamente é composto de 70% de água, sendo:

81% no Sangue, 75% no coração, cérebro e músculos, 83% nos rins e 86% no fígado e pulmões.

Precisamos descrever o que mais a respeito da importância da água?!

Água é VIDA, Água é TUDO!

 

Cuidados com a água

A Água é claramente insubstituível para todas os seres vivos na terra e nisso todos concordamos. Nos últimos anos já houve uma significativa melhora no comportamento das pessoas de um modo em geral com relação ao seu uso racional, evitando os pequenos mas importantes desperdícios nos lares, ainda assim, chama muito a atenção a forma como os nossos gestores públicos, governantes municipais, estaduais e no âmbito federal o tratam em nosso pais. Na mesma pegada, é preciso um severo chamamento para a fatia de responsabilidade da classe empresarial, que tem sua significativa contribuição para este triste, atual e conhecido cenário, demonstrando a sua indiferença de poder escolher chegar ou não água e esgoto tratado para todos igualmente, em qualidade, quantidade e fundamentalmente sem faltar nas torneiras dos esquecidos… os mais distantes e pobres com suas famílias. Estes mesmos representantes insistem em não enxergar os vários recados percebidos a todo momento pela mãe natureza nas suas mais diferentes formas, com alertas amarelos de reflexão moderada mas também em vermelho na condição de urgência e perigo, está aí pra todo mundo ver, e acompanhamos diariamente nos diversos meios de comunicação as constantes crises hídricas atingindo os principais rios e mananciais que alimentam as companhias de água e que por sua vez abastecem milhões de pessoas nas grandes metrópoles e cidades.

Por conta das constantes estiagens de chuvas, que se alternam nas cabeceiras dos rios, ora uma região, ora outra e assim vai minando e castigando a todos indiferentemente, inclusive no próprio campo, mas principalmente atingindo as classes mais vulneráveis e pobres, como sempre. Se vivemos, e vivemos coletivamente sim, está mais do que na hora de construirmos soluções concretas para o bem de todos e que não tenhamos dúvidas nenhuma de que um dia todos iremos pagar esta conta se continuar igualmente como estamos assistindo, e ela não será doce como a  água que recebemos em nossos lares. É preciso tirar a venda e destapar os olhos… dispomos na terra pouco mais de 1% de água doce distribuída em lagos, rios, córregos e abaixo da superfície em lenções freáticos, e que portanto é finita sim. Sendo assim é necessário que todos entendamos sem distinção de classe social, politica e econômica, que é preciso arregaçar as mangas com ações urgentes e responder efetivamente na prática, resolver para ontem.

É imperativo e providencial evitar a qualquer custo o desperdício da água, seja ele de onde vier e o tamanho que tiver, em toda a cadeia produtiva existente, sem exceção, parar de jogar fora sem critérios e muitas vezes desnecessariamente, esbanjando. Precisamos preservar e cuidar muito bem deste valioso e riquíssimo componente, insubstituível para sobrevivência da vida humana que é a Água.

 

 

Volume de água jogada fora pelo ralo do esgoto, somente nos chuveiros.

A ideia aqui é conscientizar as pessoas em geral mas principalmente os empresário dos vários segmentos da indústria da construção civil quanto ao volume de água potável, limpa e tratada, sendo jogado fora pelo ralo do esgoto, nos prédios residenciais 100% habitados, pelo chuveiro básico porque é sem dúvidas o maior vilão do desperdício nos apartamentos. As condições de uso e aplicação adotadas para este estudo, são exatamente iguais para todos os exemplos apontados, sendo a vazão do chuveiro considerado como a de menor custo e de menor capacidade de atendimento com 14 litros por minuto (existe em lojas de materiais de construção em geral, inúmeros chuveiros com vazões de até 65 litros por minuto), com 1 (um) banho por dia / por pessoa.

Lembrando que este estudo estimativo do DESPERDÍCIO é para sistemas alimentados principalmente por aquecedores de passagens (elétrico, gás ou solar), não significando dizer que os aparelhos por acumulação estejam livres deste problema, porém em menor escala devido a quantidade empregada nos prédios.

Veja onde nestes vários cenários apontados você está residindo, e vale com certeza sua reflexão a respeito.

PRÉDIO com 05 ANDARES TIPO: 

4 apto/andar, 01 dormitório =  420 litros/dia / 12.600 litros mês / 153.300 litros /ano

4 apto/andar, 02 dormitórios = 840 litros/dia / 25.200 litros mês / 306.680 litros/ano

4 apto/andar, 03 dormitórios = 1260 litros/dia / 37.800 litros mês /459.900 litros /ano

4 apto/andar, 04 dormitórios = 1680 litros/dia / 50.400 litros mês / 613.200 litros /ano

PRÉDIO com 10 ANDARES TIPO:

3 apto/andar, 01 dormitório = 630 litros/dia /18.900 litros mês / 229.950 litros/ano

3 apto/andar, 02 dormitórios = 1260 litros/dia /37.800 litros mês / 459.900 litros/ano

3 apto/andar, 03 dormitórios = 1890 litros/dia /56.700 litros mês / 689.850 litros/ano

3 apto/andar, 04 dormitórios = 2520 litros/dia /75.600 litros mês / 919.800 litros/ano

PRÉDIO com 14 ANDARES TIPO:

3 apto/andar, 01 dormitório = 882 litros/dia /26.460 litros mês / 321.930 litros/ano

3 apto/andar, 02 dormitórios = 1764 litros/dia /52.920 litros mês / 643.860 litros/ano

3 apto/andar, 03 dormitórios = 2646 litros/dia /79.380 litros mês / 965.790 litros/ano

3 apto/andar, 04 dormitórios = 3528 litros/dia /105.840 litros mês / 1.287.720 litros/ano

PRÉDIO com 18 ANDARES TIPO:

3 apto/andar, 02 dormitórios = 2268 litros/dia /68.040 litros mês / 827.820 litros/ano

3 apto/andar, 03 dormitórios = 3402 litros/dia /102.060 litros mês / 1.241.730 litros/ano

3 apto/andar, 04 dormitórios = 4536 litros/dia/136.080 litros mês / 1.655.640 litros/ano

PRÉDIO com 22 ANDARES TIPO:

2 apto/andar, 02 dormitórios = 1848 litros/dia /55.440 litros mês / 674.520 litros/ano

2 apto/andar, 03 dormitórios = 2772 litros/dia /83.160 litros mês / 1.011.780 litros/ano

2 apto/andar, 04 dormitórios = 3696 litros/dia /110.880 litros mês / 1.349.040 litros/ano

 

O seu prédio não está aqui representado ? sem problemas, acesse o site www.ecocontrolsytem.com.br ou o link https://eocontrolsystem.com.br/#calculadora e use a CALCULADORA na página de abertura, no canto superior direito, preencha os campos que estão em branco e informe a forma construtiva do seu prédio e apartamento, o resultado se apresentará automaticamente, agora com a possibilidade também de conhecer os custos em reais deste desperdício, mediante indicação do valor em metro cúbico da água/esgoto, valor estes de fácil acesso na sua conta mensal de água e esgoto de sua cidade.

 

Velho conhecido de todos, o problema do enorme desperdício de água nos chuveiros alimentados por aquecedor de passagem e boiler.

Em plena era moderna é muito comum ainda encontrarmos em todas as regiões do Brasil e no mundo afora, em edificações principalmente nas residenciais de todos os tipos, verticais e horizontais, até mesmo em obras novas e ditas como tecnológicas, este velho, antigo e conhecido problema do enorme desperdício de água potável nos chuveiros abastecidos por aparelhos de aquecimento de água chamados de aquecedores de passagem e boiler, e é exatamente aí que reside o problema, pois até mesmos os fabricantes deste equipamentos nunca conseguiram ou se interessaram em achar uma solução técnica e de simples e fácil execução para as instalações hidráulicas de infra estrutura, que resolva este problema em definitivo. A grande maioria destes equipamentos aquecedores de passagem e boiler são muito semelhante em seu princípio de funcionamento para aquecer a água, onde de uma foma fácil para o entendimento, a mesma é conduzida sempre por gravidade desde o reservatório superior (caixa d”água), passa fluindo internamente pela serpentina e a chama do maçarico envolve a mesma aquecendo rapidamente a água e a levando posteriormente ao ponto de consumo. Acontece que normalmente em qualquer edificação, o respectivo aquecedor estará sempre instalado na área menos favorável possível, na área de serviço e por razoes óbvias, em um apartamento qualquer como por exemplo de 3 dormitórios, sendo um deles uma suite, a suite do referido apartamento é a peça mais distante desde o aquecedor, em metros lineares de todos os demais ambientes e a tubulação hidráulica da infra estrutura correndo pelo teto abaixo da sanca em gesso (lembrando que não é regra), logo quando o usuário abre o registro do chuveiro para tomar o seu banho ele precisa aguardar determinado tempo (que em alguns apartamentos podem chegar até a 5 minutos de espera, ou mais), que vai depender empiricamente e exclusivamente de três fatores: O primeiro fator é forma ou o tipo de instalação empregado nas instalações (infra estrutura) das tubulações de AQ (água quente) e AF (água fria), (aqui cabe uma outra explicação técnica mais detalhada e de fácil entendimento, que veremos oportunamente). O segundo fator está diretamente relacionado as conexões, principalmente as de 90 graus, empregadas nas instalações de mesma infra estrutura, com uma maior ou maior perda de carga, e o terceiro e último fator e seguramente o mais relevante de todos que é o percurso total ou a distancia em metros lineares de toda esta tubulação desde o aquecedor de passagem até o chuveiro. De uma forma geral é a soma ou contribuição destes três fatores que determinará o tempo de chegada da água quente no chuveiro após o usuário abrir o registro do mesmo. Conhecida as causas podemos entender que se somarmos a isso tudo ainda temos a vazão do chuveiro instalado que pode ser de 14 a 60 litros por minuto, logo será de fácil compreensão o porque tanto milhões de litros de água limpa e tratada são jogados literalmente fora, pelo ralo do esgoto das residencias, pagando pela água e também pelo esgoto tratado. Em resumo, sistemas hidráulicos que contemplem estas situações descritas são inaceitáveis devido ao seu conhecido e comprovado desperdício, vale lembrar…água esta, tratada quimicamente e cada dia mais cara para todos sem distinção de classe social, ações ou projetos que continuam empregando este sistema precisam ser banidos das construções não só no Brasil mas em todo o mundo, a preservação da água é uma condicionante a preservação da própria vida em geral e para a sobrevivência da humanidade.

SUSTENTABILIDADE - CONTATO

CONTATO

FICOU INTERESSADO? FALE COM A GENTE.

EQUIPE TÉCNICA

  • RUY MEDEIROS DIRETOR ADMINISTRATIVO COMERCIAL@ECOCONTROLSYSTEM.COM.BR 47 9.9655.2324
  • ENG. FABIO DE CASTRO ASSESSOR TÉCNICO ENGENHARIA@ECOCONTROLSYSTEM.COM.BR 47 9.9973.2503